Azulejo

Revestimento numa das suas funções, como é o caso do azulejo decorativo, muitas vezes não é observado ao pormenor, passando despercebido a maior parte do detalhe. Mas não deixa de ser apreciado por isso porque na sua composição global que passa pela repetição sucessiva do mesmo motivo ou de alguns motivos, na sua generalidade, passando em trabalhos mais arrojados por motivos do quotidiano social, politico, religioso, artístico, etc.

Não é a primeira vez que faço abordagens a elementos de azulejaria, mas há muito que não o fazia, dando azo a uma pausa do desenhar com a luz para dar força a desenho propriamente dito.

azulejos      – Português e Espanhol
tiles    – Inglês
carrelage      – Francês
piastrelle      – Italiano
fliesen      – Alemão

Ponte do Mouro

Ponte do Mouro, terra bem a norte, fazendo parte das aldeias de Portugal, possui vários pontos de atração, desde patrimonial, paisagísticos e cultural, aqui retratado numa pequena história fotográfica.

A ponte medieval, Ponte da Barbeita, também conhecida por Ponte sobre o Rio Mouro, leva um espaço onde uma feira medieval, com aspeto medieval de facto, sem o excessivo aspeto comercial que as feiras do género assumem.

A paisagem fluvial do local é de uma beleza particulamermente única, associada à arquitetura vernacular de um património arquitetónico caraterístico do norte de Portugal.

 

Prémio Estação Imagem 2017

Viana do Castelo viu inaugurar, no dia 2 de Junho, mais uma exposição dos premiados do Prémio Estação Imagem 2017, onde tem patente ao público até ao dia 14 de Junho as reportagens premiadas, no rés do chão dos Antigos Paços do Concelho.

O evento contou com a presença de alguns dos premiados desta edição, com os elementos responsáveis da Associação Estação Imagem e alguns cidadãos vianenses. A representar a Câmara Municipal de Viana do Castelo esteve a Dra Salomé Abreu, numa cerimónia simples de um evento de referência nacional e reconhecimento internacional dado o prestígio dos elemento que constituíram o júri, individualidades do fotojornalismo internacional.

Rali versus rally

Rali versus rally, de rali de portugal versus World Rally Championship.

Um evento que move massas de aficionados, uns entendidos, outros nem por isso, mas todos imbuídos numa eufórica necessidade de contemplar máquinas comandadas por seres humanos que as levam aos limites da sua resistência testando a destreza pessoal em trabalhos de perícia adquiridos com treino exaustivo. São seres humanos de um senso profissional que alguns idiotas tentam imitar.

Idiotas humanos que por escassos momentos também quiseram dar um cheirinho de pilotos.

Na verdade também tenho os meus pequenos e escassos acessos de estupidez. Mas depois temos os idiotas estúpidos que permanecem convencidos que são exímios pilotos no anonimato e vão para além da idiotice humana!

Gostaria de ter estado a assistir, mas mais um anos não foi possivel por inerência profissional ou vicissitudes da vida pessoal. Mas nem sempre isso é mau! Facto é esta imagem que de certa forma é caricata, mas só foi possivel por estar à hora certa no momento exato.

Seis grandes máquinas num só momento: Um pesado da Volvo, outro também pesado da Mercedes, antecedem duas máquinas do rali, uma da Ford e outra Citroen, tendo esta última, a sua imagem reforçada pelo mítico, emblemático, nostálgico, belo, citroen 2CV, que de uma forma caricata resultou numa imagem interessantíssima, fechando a industria automóvel europeia com a descrição de um modelo toyota de gama média/alta da indústria automóvel nipónica.